Evento celebrará o centenário de nascimento de Paulo Freire

Atualizado: Jul 26


Nascido em 19 de setembro de 1921, Paulo Reglus Neves Freire é uma das maiores expressões da educação em todo o mundo e desde o dia 13 de abril de 2012 [Lei 12.612/2012] é o patrono da Educação brasileira. Paulo Freire é estudado em universidades dos EUA, homenageado com escultura na Suécia, nome de centro de estudos na Finlândia e inspiração para cientistas em Kosovo.


De acordo com levantamento do pesquisador Elliott Green, professor da Escola de Economia e Ciência Política de Londres, na Inglaterra, o livro fundamental da obra do educador pernambucano, "Pedagogia do Oprimido", escrito em 1968, é o terceiro mais citado em trabalhos acadêmicos na área de humanidades em todo o mundo. Contudo, em que pese a expressão mundial de seu nome e sua valiosa contribuição para a educação do nosso país e, sobretudo, para a alfabetização de adultos, Paulo Freire passou a ser tratado pelo atual governo brasileiro como inimigo público número 1.


Realizada desde 2011, a Semana Freiriana do Cariri é uma iniciativa da Escola de Políticas Públicas e Cidadania Ativa e desde a terceira edição, em 2013, o projeto passou a ser bienal. Em 2019 realizamos a sexta edição do evento, cujo principal objetivo é gerar desconforto de forma amorosa. Mais que uma justa homenagem a Paulo Freire, a Semana é um momento de diálogos sobre educação, para além do ambiente escolar, inspirado na amorosidade, no cuidado, na criticidade e no sonho de uma nova sociedade, que marcaram a obra e a vida do educador pernambucano, explica Socorro Souza, diretora financeira da EPUCA.


Para o educador Joelmir Pinho, diretor geral da EPUCA e coordenador da Semana Freiriana do Cariri, "todas as edições do evento até aqui, nos brindaram com a reconfortante sensação de que estamos fazendo história e contribuindo, de forma concreta, para ressignificarmos relações e mirarmos novos horizontes, novas utopias e um novo jeito de ser e estar no planeta terra e em todo o Universo".


A sétima edição da Semana Freiriana do Cariri acontecerá no mesmo ano em que celebraremos o centenário de nascimento de Paulo Freire e será um convite a seguirmos dialogando e construindo caminhos que nos conduzam a outro mundo, ancorado no cuidado, no afeto, na partilha e na solidariedade. "Para nós, esse outro mundo não só é possível, como se faz cada dia mais necessário e urgente", destaca Joelmir. O evento será realizado no período de 12 a 19 de setembro, de forma totalmente virtual, em respeito às normas sanitárias de cuidado e proteção à vida, por força da persistência da pandemia de covid-19.


Durante os oito dias de evento serão realizados dois shows musicais, cinco rodas de conversa e quatro encontros de saberes e fazeres que dialogam com uma perspectiva freiriana de educação e de mundo. Além disso, está sendo preparado um grande movimento visando estimular a escrita de Cartas para Paulo, que serão partilhadas em um encontro programado para o dia 18 de setembro, dentro da agenda da Semana Freiriana do Cariri.

Para viabilizar o projeto com a qualidade e o cuidado que já são marcas dos fazeres da EPUCA e com a grandeza que o momento nos pede, a comissão organizadora da Semana lançou um campanha de financiamento coletivo [vakinha online], que está disponível no endereço http://vaka.me/834312. Como explica Socorro Souza, "vamos precisar de muitas parcerias, de muitas energias e de um fazer coletivo que será decisivo". Uma novidade na campanha de financiamento coletivo deste ano é que para cada 2.021 reais arrecadados, serão distribuídas cem mudas de plantas nativas ou frutíferas a partir da parceria com produtores de mudas do Cariri e do Sertão Central cearenses.


As inscrições para a sétima edição da Semana Freiriana do Cariri deverão iniciar no final de julho e você poderá acompanhar todas as novidades e o processo de preparação do evento através do site da EPUCA [portalepuca.org] e das redes sociais da Escola na internet [@ascomepuca].

56 visualizações0 comentário